SOBRE BARRERAS Y LÍMITES 053: A identidade confusa duma cooperante alemã

sbl_051_carolin brugger_ a antropolaga cooperante confusa

logo sbl O quê é o pesadelo de cada antropóloga trabalhando na cooperação internacional? Impor – inconscientamente – a própria cultura às pessoas do pais de atuação. Para evitá-lo é necessário saber o quê é a minha cultura, de onde venho, quem sou. Como uma alemã bastante “normal” cresci sem religião, sem tradições significantes, sem nacionalismo, criando uma indentidade aparentemente “individual”. Sendo antropóloga busquei valores em muitas culturas. Aprendi a relativar tudo e escolhi a liberdade, a tolerância, a abertura ao e a aceitação do “outro” como valores principais. As vezes estes transformam-se nos seus extremos patológicos: confusão, desorientação, o sentimento de perder-se no meio de tantas opções. De onde venho, quem sou?

*Texto y Fotografía_ Carolin Brugger 
Antropóloga especializada en Sociedad Civil
Anuncios

Una respuesta a “SOBRE BARRERAS Y LÍMITES 053: A identidade confusa duma cooperante alemã

  1. Pingback: Indice Microensayos | Garam Masala·

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s